Mostrando postagens com marcador Série Irmãos Wilde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Série Irmãos Wilde. Mostrar todas as postagens

domingo, 8 de dezembro de 2013

Um Homem Impiedoso

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
Série Irmãos Wilde




Uma tormenta selvagem...

Travis Wilde nunca recusa os encantos de uma mulher em sua cama, mas romance e compromisso não fazem parte de sua agenda.
Normalmente, alguém inocente como Jennie Cooper estaria totalmente fora de cogitação.
Contudo, o charme dela, acentuado por curvas perigosas, deixam Travis louco de desejo.
Forçada a encarar a vida, Jennie está decidida a experimentar. 
Um caso amoroso com o célebre Travis pode ser muito arriscado...
Mas ela não tem nada a perder, a não ser a única coisa que considerava inatingível: seu coração!

Capítulo Um

Caleb Wilde se esforçava ao máximo para dar a impressão de que estava se divertindo. Desde quando Travis Wilde podia se recordar, as noites de sexta-feira eram dedicadas a se reunir com os irmãos.
Haviam começado a reservar aquelas noites desde os tempos do colegial. Não fora um acordo formal. Apenas acontecera e, ao longo dos anos, tornara-se uma tradição.
 Os Wilde se reuniam às sextas-feiras, não importava o que acontecesse. Sempre. Bem, nem sempre. Houve ocasiões em que um deles estava preso a algum compromisso de trabalho.
Caleb, absorto em algum caso complicado de direito corporativo; Jacob entre a América do Sul e a Espanha, comprando touros para os ranchos; Travis em reuniões com investidores em algum ponto desde Dallas a Cingapura.
No passado, houvera ocasiões em que um dos Wilde se encontrava imerso em situações extremas, tentando sobreviver em guerras em que era necessária a presença do melhor piloto de helicóptero, agente secreto ou piloto de caças que os Estados Unidos da América possuíam Havia ocasiões também em que uma mulher se interpunha no caminho.
Travis levou o gargalo da garrafa de cerveja à boca. Mas isso não acontecia com muita frequência. As mulheres eram criaturas maravilhosas e misteriosas, mas os irmãos eram, bem, irmãos. Compartilhavam o mesmo sangue e as mesmas lembranças.
Aquilo era algo especial. A questão era que chovesse ou fizesse sol, se os irmãos Wilde estivessem a uma distância razoável uns dos outros nas noites de sexta-feira, encontrariam um bar onde beber cervejas geladas, comer bifes mal passados e ouvir boa música para relaxar por algumas horas.
Aquele lugar não se encaixava em tal descrição. E Travis era o único Wilde que estivera disponível para se reunir naquela noite.
O plano era se encontrarem em um bar não muito longe do escritório de Travis e que possuía as características apreciadas pelos irmãos Wilde.
 





Série Irmãos Wilde
1- Louco Amor
2- Presente de uma noite
3- Um Homem Impiedoso

domingo, 24 de novembro de 2013

Presente de Uma Noite

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
Série Irmãos Wilde







Selvagens por natureza!

O insensível advogado Caleb Wilde tem um temperamento implacável e uma inteligência afiada como navalha...
Anos de trabalho incessante endureceram o coração de Caleb...
Até que uma noite em Nova York mudou tudo.
Agora ele é assombrado pela lembrança de lençóis amarfanhados, ondas de prazer e uma mulher inesquecível: Sage Dalton.
A sereia de seus sonhos é, na verdade, a única pessoa que o fez de bobo.
Mas, ainda assim, nada consegue aplacar seu desejo ardente por ela.
Ao descobrir que Sage tem algo muito precioso que lhe pertence, um presente da noite que passaram juntos, Caleb irá reivindicar aquilo que lhe é de direito!

Capítulo Um 

Caleb Wilde se esforçava ao máximo para dar a impressão de que estava se divertindo. Não havia dúvida de que deveria estar. 
Encontrava-se em Nova York, uma de suas cidades favoritas, em uma festa que acontecia em uma boate do SoHo, tão na moda que a porta não possuía nenhuma identificação. 
Não que “na moda” fosse o termo que ele escolheria para rotulá-la. “Ostentosa” seria mais adequado, mas, afinal, o que ele sabia? Caleb suprimiu um bocejo. 
O cérebro parecia ter tirado férias. Não por causa do barulho, embora o som no enorme salão atingisse níveis estratosféricos, mas o que se poderia esperar de um DJ tão famoso a ponto de dar autógrafos nos intervalos do show? Também não se devia à bebida alcoólica. 
Caleb estivera com o mesmo copo de uísque na mão durante quase toda a noite. E definitivamente não por achar a festa entediante. 
O cliente, o qual Caleb viajara até ali para ver, estava comemorando 40 anos. A boate estava lotada de pessoas importantes. 
Administradores de fundos de cobertura, banqueiros internacionais, mandachuvas da mídia, astros e estrelas de Hollywood, realeza europeia. 
De segundo escalão, mas, ainda assim, realeza. E, claro, a cota exigida de beldades femininas. O problema era que Caleb estava muito cansado para apreciar qualquer uma delas. Estava na ativa desde antes do amanhecer.
Tivera uma reunião às 7h com um cliente em seu escritório de Dallas. Às 10h, encontrara-se com os irmãos no rancho Wilde. 
Em seguida, voara para Nova York em um dos jatos particulares da família. Jantara e tomara alguns drinques com um colega dos tempos nebulosos em que trabalhara para a CIA. 
Caleb suprimiu outro bocejo. “Cansaço” não definia nem de longe o que sentia. Estava quase dormindo em pé. Sua presença ali, naquela noite, se devia apenas às obrigações sociais. Obrigações sociais e curiosidade. 
Havia pouco tempo, Caleb celebrara o próprio aniversário com um churrasco no rancho, ao lado dos irmãos e da cunhada. 
Recebera telefonemas das irmãs e outro do general... o último, dois dias depois, mas, afinal, quando alguém tinha um mundo a administrar, estava sempre ocupado. 
Tudo fora muito divertido, tranquilo e relaxado. 
Nada que se comparasse à festa em que se encontrava. 
— Esse cara está ficando velho para frequentar boates da moda — Caleb dissera aos irmãos, naquela manhã. 
— Você certamente está — retrucara Travis, com expressão séria.






Série Irmãos Wilde
1- Louco Amor
2- Presente de uma noite

Louco Amor

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
Série Irmãos Wilde




O vinhedo do rancho texano da família Wilde é lendário.

E Addison McDowell já ouviu falar muito sobre o passado despudorado e o presente assustador e solitário de Jacob Wilde.
Mas ela está focada apenas no próprio futuro que, definitivamente, não inclui aquele homem arrogante e intragável!
Addison não é nenhuma flor delicada, e se Jake quer começar uma briga, ela está mais do que disposta a ir até o fim!
Porém, Addison não faz a menor ideia de como lidar com uma forte atração por um homem incapaz de amar...


Capítulo Um 

Durante toda sua vida, Jake Wilde fora um homem desejado pelas mulheres e invejado pelos homens. 
Aos 16 anos, era um craque do futebol. 
Obtivera licença de piloto. 
Namorava a Rainha do Encontro Anual de Ex-alunos... e todas as princesas de sua corte, uma de cada vez, claro, porque tinha escrúpulos. 
E porque, mesmo naquela época, entendia as mulheres.
Também era um homem inteligente, dono de uma beleza rude, que um dia fizera um desconhecido abordá-lo na rua para lhe perguntar o que achava de ir para o leste trabalhar como modelo. 
Jake quase o nocauteara, até perceber que não se tratava de uma cantada, mas sim de uma proposta séria. 
Acabou agradecendo ao homem e dizendo “não”, mal conseguindo esperar para voltar para o enorme rancho da família a bordo de sua picape, para rir daquele episódio na companhia dos irmãos. 
Em suma, a vida era bela. O tempo passou como uma névoa. Faculdade. Três anos ao todo. 
Em seguida, por razões que, na época, fizeram sentido, Jake se alistara no exército. 
De um jeito ou de outro, todos os Wilde haviam servido o país: Travis como piloto de caça; Caleb servindo em uma dessas agências governamentais das quais quase ninguém ousava falar. 
Para Jake, fora o exército e um cobiçado posto, voando em helicópteros Blackhawk em missões perigosas. 
E então, na velocidade de uma batida de coração, tudo mudou. Seu mundo. Sua vida. Os princípios essenciais que sempre o definiram. 
E ainda assim... Ainda assim, algumas coisas não mudaram. 
Jake não havia se dado conta disso até uma noite de início de primavera, enquanto dirigia por uma estrada de asfalto no Texas, a caminho de casa. 
Ele franziu a testa, na escuridão. Correção. Estava se dirigindo a caminho do lugar onde crescera. 
Não o considerava mais como um lar, não conseguia pensar em nenhum lugar como sendo sua casa. 
Estivera fora durante quatro longos anos. 
Para ser mais preciso, quatro anos, um mês e quatorze dias.






Série Irmãos Wilde
1- Louco Amor
2- Presente de uma noite