Mostrando postagens com marcador Série Beijos Vampiros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Série Beijos Vampiros. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Troca De Sangue

ROMANCE SOBRENATURAL
Série Beijos Vampiros
























Capítulo Um

- Eu tinha que admitir isso, Dullville não era mais sem graça.
De fato, para mim, Raven Madison, a morbidamente monótona cidade onde eu cresci tinha finalmente se tornado o lugar mais excitante da terra.
Eu não estava apenas loucamente apaixonada pelo meu namorado vampiro, Alexander Sterling, como eu tinha testemunhado pela primeira vez em minha existência vampiro-obsessiva uma verdadeira mordida vampira.
O único problema é que não foi o meu pescoço que foi mordido.
Isso não teria sido tão trágico para mim se a beneficiária da mordida tivesse sido Onyx ou Scarlet, as superfabulosas amigas que eu conheci no Clube do Caixão, mas a mordida foi dada em minha adversária vampira, uma vampira de verdade e lindamente gótica, Luna Maxwell. Eu venho esperando quase um ano para ser mordida, desde que conheci Alexander, sem mencionar minha sonhadora vida mortal inteira, mas para Luna isso aconteceu poucas horas depois de conhecer um vampiro.
Naquela noite, no gramado de Alexander, tinha havido um extraordinário grupo de festeiros – um punhado de vampiros que misturaram-se com os estudantes mortais locais.
Foi uma coisa que eu não pensei que iria acontecer. Enquanto jogávamos o jogo da garrafa, Luna e Sebastian, o deprimido e lindo melhor amigo de Alexander travou olhares e foi bem mais além de um chupão molhado.
Suas presas perfuraram a carne suave de seu pescoço de cisne. Luna me encarou direto , seus olhos sonhadores, como se ela fosse alguma hippie em uma 'viagem' em Woodstock.
Ela brilhou ainda mais radiante do que ela normalmente brilha como uma mórbida fada fashionista.
A maioria dos festeiros perdeu o acontecimento, mas aqueles que viram a mordida a perceberam como uma brincadeira macabra. Sebastian teve desde então que mudar da Mansão, e o resto dos vampiros foram talvez de volta para a Romênia, ou estão assombrando o Clube do Caixão algumas cidades distante em Hipsterville.
Nós não tínhamos ouvido nenhuma palavra sobre seus paradeiros, e eu não havia visto sinal deles no cemitério de Dullsville.
Pela semana seguinte a mordida, eu tentei meu melhor para tirar o desapontamento da mente de Alexander. Ele estava sofrendo porque o comportamento impulsivo de seu melhor amigo tinha posto o segredo não apenas dele e Luna mas também de Alexander em risco.
Felizmente, esta noite Alexander está finalmente contentado. Nós estávamos deitados na grama em um morro que dava vista para Dullsville.
De onde estávamos podiamos ver terrenos glamurosos de Hipsterville, como o cemitério, mas eu não reparei porque estava perdida no lábios de Alexander.
Eu não tinha abordado o tema delicado de receber minha própria mordida de amor com Alexander há algum tempo.
Mas eu vi esta noite, sozinha com ele sem distrações, como minha chance de outra tentativa.
Brincando com uma argola pendurada na corrente de seu cinto, eu perguntei,
“Você acha que é fácil para Sebastian se apaixonar por uma garota e tomar o sangue dela?”
DOWNLOAD
   






Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro
2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites 
8- Troca de Sangue
9- Immortal Hearts - Quem tem este ?

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Série Beijos Vampiros

ROMANCE SOBRENATURAL
7- LOVES BITES


Sendo uma garota mortal namorando um vampiro, Raven sabe que o amor não é sempre fácil.
Agora que os pais de Alexander voltaram para a Romênia, Raven e seu namorado vampiro dos sonhos estão felizes de voltar com seu romance secreto.
Mas logo outro visitante vem bater na porta:

Sebastian, o melhor amigo de Alexander, chega para ficar na mansão.
No começo Raven está cautelosa, e depois emocionada – essa é a chance perfeita para aprender mais sobre seu lindo e moreno namorado e seu passado.
Raven esteve se perguntando se algum dia Alexander irá mordê-la e fazer o amor deles imortal, e Sebastian pode ser seu guia para os hábitos amorosos de Alexander e seu tipo.
Mas quando Sebastian se apaixona por um habitante em particular de Dullsville, será que outro mortal vai ganhar uma mordida antes de Raven?
Com suspense, perigo e uma festa vampira fabulosa, esse sétimo livro na série de Bestsellers Vampire Kisses continua o excitante romance noturno de Raven e Alexander

Capítulo Um

Hóspede Macabro
Foi um beijo mortal, o tipo de beijo que tira a minha respiração, forçou passagem em meu coração, deixou-me irremediavelmente enfraquecida e desesperadamente ofegante por mais. O tipo de beijo que eu morreria se acabasse.
Eu, Raven Madison, estava em êxtase terminal.
Alexander, meu namorado vampiro e eu, estávamos aninhados juntos no poeirento porão da mansão, apaixonadamente agarrados um ao outro como uma teia de aranha quebrada. Eu tinha transformado a adega em um medonho lugar de presente para ele.
Eu queria que ele tivesse um alternativo santuário macabro quando ele precisasse se distanciar para pintar em seu sótão.
Depois que os pais de Alexander voltaram para a Romênia, eu havia decidido mais uma vez dar a mansão um toque feminino.
Após mudar o retrato para o subsolo, eu tropecei em algo que eu nunca havia visto antes.
Atrás da escada e para a ala norte da casa eu achei uma porta em arco de madeira presa com uma pesada viga de madeira.
Eu não tinha idéia que existia outro lado, e desde que Alexander estava lá em cima criando uma obra-prima, eu não queria perturbá-lo.
Andei até a porta, decidindo se esperava ele terminar ou não.
Minha impaciência tem o melhor de mim, então eu resolvi que dar uma espiada não fazia mal a ninguém.
Levou toda a minha força para forçar a abertura do feixe, mas pelo menos abri a porta enferrujada.
O que estava do outro lado era um quarto escuro, empoeirado e frio. Eu estava apavorada.
O chão era feito de pedras irregulares e em arco de teto e paredes estreitas de tijolos cinzentos.
Seculares garrafas romenas e outras européias foram uniformemente empilhadas em dezenas de prateleiras de madeira.
Em uma inspeção mais minuciosa, algumas das garrafas pareceram diferentes dos tipos de vinhos que eu havia visto sobre a cremalheira de metal em três níveis na cozinha da família Madison.
Curiosa, eu peguei um dos frascos dos Sterlings da prateleira para inspecioná-lo quando senti uma sombra gelada atrás de mim.
Engoli em seco. Lentamente, eu me virei para encontrar Alexander que estava em pé na porta.
Eu pus a garrafa de volta no lugar, com minha mão tremendo.
Ele acenou com a cabeça, e foi então que eu soube, estas garrafas não estavam preenchidas com vinho.
Elas estavam cheias de sangue. E agora, um mês depois, no vinho, ou melhor, na adega de sangue também se encontrava, um DVD player portátil, e uma pegação amorosa entre mortal e vampiro.
Os candelabros pingavam cera vermelho-sangue, o meu corpo derretido em torno de Alexander.
Ele, por sua vez, me pegou em suas garras sob seus fortes braços pálidos.
O ar fresco do porão só acrescentou calafrios que dançavam para cima e para baixo sob minha espinha dos dedos tentadores de Alexander.
Seus profundos olhos escuros olhavam dentro dos meus corajosamente, seus dentes se encostavam suavemente em meu pescoço.
Por um momento, eu estava tentada a puxá-lo para mim, tão forte que ele seria forçado a afundar seus dentes em minha carne.
Então eu seria um vampiro. Para Sempre. Para a eternidade.









Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites

Série Beijos Vampiros

ROMANCE SOBRENATURAL
6- ROYAL BLOOD




















Capítulo Um

Entrega Especial
A carta chegou misteriosamente.
Eu imaginava que o entregador era uma figura enigmática mascarada, coberto com uma capa preta com capuz, deslizando sem ser detectado para além dos portões de ferro forjado da Mansão, através da escuridão.
Poderia ter sido mais perto da casa mal assombrada dos Sterling em um carro fúnebre. Ou talvez ele havia sobrevoado a ameaçadora cerca em forma de morcego.
Ao anoitecer, a carta estava na caixa de correio da Mansão que normalmente estava tão oca como um caixão vazio, que pendia solitário na parte inferior da colina Benson, no final do largo e ventoso caminho da estrada.
E assim, a carta havia passado despercebida durante várias horas enquanto eu escapulia para o sótão da casa de Alexander, e pressionava os lábios mortalmente pálidos de meu namorado, mas cheios de vida.
Haviam passado várias semanas desde que Alexander e eu havíamos voltado de nossa aventura em Hipsterville, e embora Alexander não havia me mordido, levou que essa mortal, realmente se sentisse parte do submundo.
Durante esse tempo, experimentamos a vida dos vampiros sem nenhum tipo de distração. Não havia escola para interromper meu sono durante o dia, nenhum Trevor Mitchell que fosse um espinho no me lado, e nenhum estudante de Dullsville High que ridicularizasse minhas roupas escuras.
Tampouco houve vampiros adolescentes escondidos no cemitério, interrompendo nossos encontros dos sonhos. Nem as ameaças de um Nosferatu pré-adolescente de tentar mudar meu irmão mais novo e seu amigo nerd em imortais.
Livres a partir da luta dos Maxwells, Alexander e eu, agora éramos capazes de unir nosso mundo mortal e imortal em um.
Também estava começando a fazer algo que eu nunca havia tido a oportunidade de fazer antes – fazer a mansão de minha casa.
E por que não deveria?
Em um desafio, na minha infância, havia entrado as escondidas na propriedade abandonada por uma janela quebrada.
Agora, como convidada, podia caminhar com total segurança por seu caminho de pedra, atravessando a frágil porta que sempre estava aberta para mim.
Nunca havia sido tão feliz em minha vida.
Transformei a Mansão de Alexander em meu castelo vampírico particular.
Me sentia como uma rainha medieval, e Alexander era meu bonito rei.









Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites

Série Beijos Vampiros

ROMANCE SOBRENATURAL
5- THE COFFIN CLUB














Os membros do nosso clube vem a ter um preço muito alto.


Capítulo Um

Morcego fora do inferno
Eu voei da classe como um morcego fora do inferno.
O sino de Dullsville High tocou seu
sinal final e eu era a primeira estudante a chegar no meu armário.
Normalmente o som do sino chegava aos meus nervos como o de um pica-pau que
martelava em uma sicômora (tipo de árvore), mas desta vez o zumbido era tão melodioso
quanto o som de um cravo (instrumento musical). Significava uma coisa: férias de verão.
As duas palavras rolaram fora de minha língua como o néctar doce da madressilva de
florescência. Todas as férias não são maravilhosas? Certo.
As férias de verão ultrapassam todos com suas vantagens incomparáveis e metade dos
meses de liberdade dos livros de texto, dos professores, e do tormento.
Nenhuma detenção,leituras, ou questionários de PNF.
Não mais passar oito horas nos confins da Dullsville High,sendo a única gótica na escola cheia de formais, ou tentando deixar uma caneca de cafésuperforte na minha mesa de cadeira. E o mais importante, eu poderia dormir muito tarde.
Apenas como um vampiro.
Minhas algemas escolares coloridas vermelhas e brancas tinham sido deslizadas para
fora de meus pulsos.
Eu estava tão eufórica que quase esbarrei em uma estudante modelo,
era minha melhor amiga, Becky, em seu armário. Era a última vez que eu teria para lembrar,ou para esquecer, como eu fazia freqüentemente, as coordenadas aleatórias do fechamento.
Livros não devolvidos, os cadernos, as embalagens de doces, e os Cds, enchiam o armário minúsculo de metal.
Sempre preguiçosa, eu esperei até o momento final para limpá-lo.
Ao contrário de outros armários que tinham fotos atuais de casais, me olhando de volta, no meu estavam os retratos a óleo de mim e de Alexander que ele tinha pintado e tinha me surpreendido pendurando-os em meu armário.
Eu olhei para eles veneravelmente e toquei os com cuidado, quando eu me vi confundida pela confusão enorme na minha frente.
Eu pensei que precisaria do um carrinho de mão pra poder pegar tudo e colocar na caminhonete de Becky, puxei uma lata de lixo que estava por perto e joguei fora qualquer coisa que eu tinha destruído.
- O verão chegou! Dá para acreditar?









Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites

Série Beijos Vampiros

ROMANCE SOBRENATURAL
4- DANCE COM UM VAMPIRO








Muitas presas pro meu irmão Mark por sua inestimável ajuda e generosidade.

“Eu sei o que você está pensando...”

Capítulo Um

Enterrada.
Eu despertei de um sono mortal no caixão de Alexander.
Desde que eu cheguei à Mansão logo antes do amanhecer da manhã de domingo, eu tinha deitado próximo ao meu namorado vampiro, Alexander Sterling, enquanto ele dormia as horas iluminadas pelo sol do fim de semana, escondido no armário do quarto de sótão dele.
Este era um sonho tornando-se realidade.
Meu primeiro gostinho real - ou neste caso, mordida - do estilo de vida de vampiresco.
Nós nos aconchegamos na cama do meu verdadeiro amor - um preto claustrofóbico caixão de madeira.
Eu estava tão escondida quanto qualquer morcego; nós poderíamos ter sido enterrados nas valas mais fundas de um cemitério.
Encaixotados em nossos ‘quartos’ compactados, eu poderia tocar a tampa fechada facilmente sobre mim e poderia escovar meu cotovelo contra a parede lateral.
Os doces cheiros de madeira e cedro flutuaram ao redor de mim como incenso. Eu não pude ver nada, nem mesmo minha própria mão preta enluvada.
Nenhum som era audível de fora do caixão.
Nem uma sirene, um pássaro, ou o vento uivante. Eu até mesmo perdi a noção do tempo.
Eu me sentia como se nós fôssemos as únicas duas pessoas dentro do mundo - que nada existiu fora destas limitadas paredes de caixão.
Coberta por escuridão e por um edredon de ganço plumado macio como uma teia de aranha, eu fui envolvida nos braços branco ártico de Alexander, minha cabeça descansando suavemente contra o tórax dele.
Eu sentia a respiração morna dele contra minha bochecha.
Eu imaginei as pálpebras mortalmente pálidas cobrindo o chocolate dos olhos marrons dele.
Eu travessamente toquei os lábios aveludados dele e passei minhas pontas dos dedos em cima dos dentes perfeitos dele até que eu senti uma presa tão afiada quanto uma faca.
Eu provei meu dedo para sangue. Infelizmente, não havia nenhum.
Eu estava perto de fazer parte do mundo de Alexander – para sempre.
Ou eu estava?









Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites

Série Beijos Vampiros

ROMANCE SOBRENATURAL
3- NOITE DA MORDIDA

















Noite da mordida!

Capítulo Um

Eu estava pronta para me tornar uma vampira.
Eu estava no em pé no meio do cemitério de Dullsville, vestindo um mini corset preto e minhas botas de combate.
Eu estava segurando um buque de rosas pretas com minhas luvas, graciosamente com meu batom e sombras preto.
Meu vampiro é, Alexander Sterling, usando uma capa preta e um chapéu, esperando a alguns metros no nosso altar gótico – um caixão fechado adornado com velas e uma taça peltre.
A cena estava comovente. Uma névoa fluía ao redor da sepultura como fantasmas marotos. Um grupo de morcegos estavam empendurados sobre um galho de uma árvore solitária.
Pingos de chuva começaram e mandaram calafrios gelados pelas minhas veias.
Eu tinha esperado uma eternidade por esse momento. Meus sonhos de criança agora se tornavam realidade – Eu queria ser um anjo negro da noite.
Eu estava tão exitada quanto um grupo de fãs que se casaria com um astro do rock.
Minúsculas tochas iluminaram meu trajeto, como uma pista de decolagem gótico.
Mas quando eu dei meu primeiro passo em direção a Alexander eu comecei a me perguntar se eu estava fazendo a escolha certa.
Meu coração começou a bater enquanto eu seguia adiante. Imagens da vida que eu tinha passaram em flashes por mim.
Minha mãe me ajudando a remendar um corvet meu na cozinha. Eu dei um passo. Assistindo Drácula em DVD com meu pai.
Outro passo. Meu irmão nerd, Billy Boy, gentilmente me ajudando com meu dever de casa de matemática. Mais um passo. Minha melhor amiga, Becky, e eu tentando escalar o portão da mansão. Mais um passo. Minha nova gatinha, Pesadelo, ronronando nos meus braços. Mais um passo.
Todas essas pessoas importantes na minha cabeça.
Com uma mordida minha vida mudaria para sempre.
Eu estava levando uma chata, segura, ainda cheio de amor por um perigoso, desconhecido e sombrio mundo dos não-mortos
Eu continuei a andar pelas alas do cemitério, eu pude ver atrás de Alexander, que agora estava a um passo de mim, levantando a taça do caixão.
Eu me lembrei de estar fazendo a escolha certa.









Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites

Série Beijos Vampiros

2- DOCE VAMPIRO













Para meu pai, Gary Schreiber, com todo meu amor; da sua demoniazinha.

“Ao sangue novo!”

Capítulo Um

Coração que Sangra
Era como se fosse o último prego num caixão.
Becky e eu estávamos acampados no meu quarto escuro, entretidas no filme cult de horror dos anos oitenta Kissing Coffins.
A femme fatale Jenny, uma adolescente,loira subnutrida, usando um vestido branco de algodão tamanho -2, estava desesperadamente correndo uma trilha de pedras que serpenteava em direção a uma mansão assombrada, e isolada.
Relâmpagos brilhavam acima de sua cabeça, na chuva que caía.
Na noite anterior Jenny havia descoberto a verdadeira identidade do seu noive, quando ela encontrou a masmorra escondida e o encontrou saindo de um caixão.
O maravilhoso Vladimir Livingston, um renomado professor de inglês, não era um mero mortal no fim das contas, mas um vampiro imortal bebedor de sangue.
Ouvindo o sangue de Jenny gritar para ele, Professor Livingston imediatamente cobriu suas presas com a sua capa preta. Seus olhos vermelho permaneciam descobertos, olhando para ela à distância.
“Você não pode suportar me ver neste estado,” eu disse, junto com o vampiro.
Jenny não correu. Ao invés, ela foi na direção do seu noivo.
Seu amor vampiresco gruniu, relutantemente retrocedeu até as sombras e desapareceu.
O filme de presas tinha juntado um culto gótico que continua até hoje.
Fãs se aglomeravam em cinema fantasiados, gritavam as falas do filme em uníssono e atuavam vários papéis na frente da tela.
Mesmo que eu tivesse visto esse filme milhões de vezes em casa no DVD e sabia todas as falas, eu nunca fui abençoada com a participação numa aparição teatral.
Esta era a primeira vez que Becky assistia.
Nós sentamos no meu quarto, coladas na tela, enquanto Jenny decidia voltar à Mansão do professor para confrontar o seu amor imortal.
Becky cravou suas unhas roídas, pintadas de vermelho sangue, no meu braço enquanto Jenny lentamente abria a porta de madeira, que rangia, da masmorra.
A ingênua desceu a escadaria da masmorra escura de Vladimir suavemente, tochas e teias de aranha penduradas nas paredes de tijolo de cimento. Um caixão preto simples no meio da sala, terra salpicada sob ele.
Ela se aproximou cautelosamente. Com toda a sua força, Jenny levantou a tampa pesada do caixão.Violinos gritaram por um clímax. Jenny olhou lá dentro.
O caixão estava vazio. Becky arfou. “Ele se foi!”
Lágrimas começaram a enxer meus olhos.
Era como ver eu mesma na tela. Meu amor, Alexander Sterling, tinha desaparecido na noite, duas noites atrás, logo depois de eu ter descoberto que ele também era um vampiro.
Jenny se inclinou sobre o caixão vazio e chorou melodramaticamente, como apenas uma atriz de filme B poderia fazer.
Uma lágrima ameaçou cair do meu olho.









Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro
2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites

Série Beijos Vampiros

1- BEIJOS VAMPIRO














Os fatos mais excitantes que aconteceram in Dullsville na minha vida, em ordem cronológica:

1. O vagão do trem das 03h10min saiu do trilho derrubando caixas do Tootsie Rolls, que nós devoramos em algumas horas.
2. Um aluno do ultimo ano explodiu uma bomba de cereja no banheiro causando sérios danos a escola e a fazendo fechar por uma semana.
3. No meu aniversário de 16 anos houve rumores de que a família que havia se mudado para a mansão mal assombrada no topo da Colina Benson eram vampiros.

Capítulo Um

Monstrinho
Aconteceu pela primeira vez quando eu tinha cinco anos. Eu tinha acabado de terminar de pintar no livro do jardim da infância. Ele era cheio de desenhos tipo Picasso da minha mãe e do meu pai, colagens com papeis coloridos e respostas para perguntas (cor favorita, animais, melhor amiga etc), escrito pela nossa professora de cem anos, Mrs. Peevish.
Meus colegas de sala e eu estávamos sentados em um semicírculo no chão na área de leitura.
- Bradley, o que você quer ser quando crescer? - Mrs. Peevish perguntou depois que todas as outras perguntas foram respondidas.
- Bombeiro!
- Cindi?
- Uh... uma enfermeira, “ Cindi Warren suspirou em resposta.
Mrs. Peevish perguntou ao resto da sala. Policiais, Astronautas, Jogadores de futebol. Finalmente chegou minha vez.
- Raven, o que você quer ser quando crescer? ” Mrs Peevish perguntou, seus olhos verdes me encarando.
Eu não disse nada.
-Uma atriz?
Eu balancei minha cabeça negativamente.
- Médica?
- Nuh, uh, eu disse.
- Aeromoça?
- Nunca! - Eu repliquei.
Então o que? – Ela perguntou entediada.
Eu pensei por um momento – Eu quero ser...
- Sim?
- Eu quero ser... uma vampira! Eu gritei para o choque e assombro da senhora Peevish e meus colegas de classe.
Por um momento eu pensei que ela tinha começado a rir; talvez ela realmente tenha rido.
As crianças que sentavam perto de mim se afastaram. Eu passei a maior parte da minha infância assistindo os outros se afastarem.
Eu fui concebida no colchão de água do meu pai ou no telhado do dormitório de faculdade da minha mãe sob estrelas cintilantes, dependendo de quem conta a história.
Eles eram almas gêmeas que não conseguiam se separar durantes os anos setenta: amor verdadeiro








Série Beijos Vampiros
1-Beijo Vampiro
2-Doce Vampiro
3-Noite da Mordida
4-Dance com um vampiro
5-The Coffin Club
6-Royal Blood
7- Love Bites