Mostrando postagens com marcador Projeto de Sedução. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Projeto de Sedução. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Projeto de Sedução

ROMANCE CONTEMPORÂNEO

Sua arma era a sedução!

Quando Molly se transformou em uma ruiva estonteante, toda a população masculina de Sídnei passou a cortejá-la. 
Mas aquele novo visual tinha uma única finalidade: atrair Liam Delaney. 
Sim, ela o amava desesperadamente e queria muito que esse amor fosse retribuído. 
Embora nunca tivesse tido um relacionamento íntimo, Molly decidiu que havia chegado a hora de se entregar de corpo e alma a seu projeto de sedução. 
Afinal, poderia estar mais glamourosa e sedutora depois que pintara os cabelos, mas, interiormente, continuava a ser a mesma virgem, inexperiente e apaixonada de sempre...

Capítulo Um

“Vinte e cinco anos hoje!", Molly pensou enquanto escovava os cabelos castanhos que caíam na altura do ombro. "Um quarto de século! Como pode ter passado tão rápido?!"
Suspirando, ela colocou os grampos no coque e nem precisou olhar para o que estava fazendo. Vinha usando aquele tipo de penteado há tanto tempo que até perdera a conta. Era rápido, prático e, o melhor de tudo, barato, não precisava gastar um único centavo no cabeleireiro para prepará-lo. Esse dinheiro economizado era de grande importância para Molly, pois ela tinha de ajudar a mãe a pagar a hipoteca da casa em que moravam.
Ainda estava pensando em seus problemas financeiros quando finalmente olhou-se no espelho e contemplou o resultado de seus esforços. Ora, não havia qualquer dúvida de que ela era o verdadeiro estereótipo da bibliotecária eficiente. O penteado era apropriado e discreto, a blusa tinha mangas na altura dos cotovelos e gola alta, para completar a saia pregueada cobria-lhe os joelhos e os óculos de aro dourado davam-lhe um ar intelectual.
Engraçado, se fechasse os olhos podia lembrar de si mesma na manhã de seu aniversário de quinze anos e nada, ou quase nada, tinha mudado desde então.
Continuava morando com a mãe, era tão tímida e comum quanto fora quando adolescente e, pior, ainda amava Liam Delaney desesperadamente.
Havia momentos em que Molly tinha raiva de si mesma por permitir que tal sentimento continuasse a tomar conta de seu coração. Se fosse esperta, teria esquecido Liam há muito tempo!, ficava repetindo para si mesma. Era masoquismo amá-lo. Sim, puro masoquismo. Ele jamais retribuiria seus sentimentos. Jamais!
Claro que, depois de muita desilusão, ela não se entregava mais às fantasias da adolescência, onde imaginava Liam acordando em uma linda manhã ensolarada para, como num passe de mágica, descobrir que o sentimento que tinham um pelo outro não era apenas a velha amizade platônica que mantinham desde a infância, mas sim a mais profunda e avassaladora paixão. Oh, não, assim que fez vinte e um anos, Molly baniu de vez aquela fantasia ridícula para longe e preferiu ficar mais próxima da realidade. Além do quê, era difícil preservar tal sonho quando estava sempre vendo o tipo de garota que Liam costumava trazer para casa.
A palavra comum jamais poderia ser usada para descrever tais mulheres e muito menos os termos intelectual ou "rato de biblioteca", como Molly sempre fora chamada pelos amigos.
Na verdade, as namoradas de Liam eram muito mais admiradas por seus corpos esculturais do que pelo intelecto. Ele gostava de mulheres altas, bronzeadas, com pernas longas e bem torneadas, seios fartos e cabelos que pareciam recém-saídos de um anúncio de xampu.
Molly reconhecia que tinha os seios certos, mas nada no mundo poderia lhe acrescentar os quinze ou vinte centímetros que precisava para superar seus um metro e sessenta e chegar à altura de uma modelo profissional. Havia também o detalhe dos cabelos; embora os seus estivessem sempre sedosos e brilhantes, eram daquela tonalidade comum de castanho que não seria capaz de chamar a atenção de quem quer que fosse.
Portanto, tinha desistido de seus sonhos de adolescente em relação a Liam. Ele nunca trocaria uma das beldades esculturais pela garota mais comum e normal do bairro!





domingo, 27 de novembro de 2011

Projeto de Sedução

ROMANCE CONTEMPORÂNEO

E agora, Jill?

Alan Hyatt foi incumbido por seu chefe de investigar um caso de espionagem de alta tecnologia na indústria cinematográfica de Vancouver e, para isso, nada melhor do que se hospedar na casa de Jillian Carlyle, protagonista de um dos seriados filmados no estúdio.

O disfarce de repórter possibilita a Alan aproximar-se de todos os suspeitos no set de gravações, incluindo a própria Jill, embora ele torça para que aquela ruiva encantadora não esteja envolvida...
Alan pode ter mais de um metro e oitenta de beleza máscula, charme e sensualidade, mas Jill já deixou bem claro que não se envolve com homens que a afetem além do plano físico, muito menos se ele for seu inquilino.
Verdade que ele está ali apenas temporariamente, para escrever uma matéria, mas...
Oh! Se ao menos ela não se sentisse tão protegida nos braços dele e tão... Apaixonada...

Capítulo Um

O agente Alan Hyatt parou, estarrecido, diante da porta vermelha daquela que seria temporariamente sua nova casa.
A casa era bege, com janelas brancas, que de certa forma criavam um belo contraste com a cor púrpura brilhante da porta. Os canteiros floridos davam um charme adicional à propriedade.
Não era nenhuma mansão, mas estava em bom estado, e deixava claro que a proprietária tinha bom gosto.
Podia-se saber muito a respeito de uma pessoa, apenas observando a casa onde morava, e Alan sabia o suficiente sobre sua nova senhoria, já que lera tudo a respeito dela antes de entrar no caso.
Jillian Sinclair era uma atriz. Aparentemente de família de classe média, deixara a casa dos pais aos dezessete anos e ingressara no meio artístico com sucesso. Não estava vivendo nenhum relacionamento estável. Na verdade não havia indícios de que já tivesse tido um.
Mas não era nenhuma santinha. Gostava de flertar e de namorar, embora fizesse questão de manter seu nome e rosto fora das colunas de fofocas. O que não deixava de ser uma façanha... E um tanto ou quanto suspeito, também. O chefe não a considerava uma das principais suspeitas, mas alguém que trabalhava na produtora de seu seriado, em Vancouver, estava aproveitando para fazer espionagem tecnológica.
E Alan estava ali para descobrir quem era.
Tudo havia sido arranjado para que ele alugasse um dos quartos da casa de Jillian, porque todos os seus inquilinos eram de alguma maneira; ligados à produtora. Tal fato, aliado ao disfarce de repórter freelance que precisava fazer uma matéria sobre a indústria cinematográfica de Vancouver, facilitava muito o início das investigações.
Tudo parecia simples demais. Porém, com sua experiência, Alan sabia que, geralmente, o que parecia ser muito simples na verdade não era tanto assim...
Era óbvio que o chefe pensava que a missão seria fácil. Não vacilara em escolher Alan, certamente na tentativa de alavancar sua carreira. Não que ele fosse um principiante. Havia trabalhado quase dez anos para o FBI, antes de ser recrutado pela TGP.
Alan estava contente por ter sido recrutado, e queria provar que era de fato a melhor escolha.
E seus instintos, aprimorados durante uma década de trabalho, diziam que, apesar do que parecia, o caso não seria assim tão simples.

DOWNLOAD








Série Goddard Project
1. Satisfaction Guaranteed*
2. Projeto de Sedução
3. Amor em Ação 
4. Missão Irresistível  
5. Close Quarters *
6. Heatseeker *
* não publicado no Brasil

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Projeto de Sedução



Sua arma era a sedução!

Quando Molly se transformou em uma ruiva estonteante, toda a população masculina de Sídnei passou a cortejá-la.
Mas aquele novo visual tinha uma única finalidade: atrair Liam Delaney.
Sim, ela o amava desesperadamente e queria muito que esse amor fosse retribuído.

Embora nunca tivesse tido um relacionamento íntimo, Molly decidiu que havia chegado a hora de se entregar de corpo e alma a seu projeto de sedução.
Afinal, poderia estar mais glamourosa e sedutora depois que pintara os cabelos, mas, interiormente, continuava a ser a mesma virgem, inexperiente e apaixonada de sempre...

Capítulo Um

“Vinte e cinco anos hoje!", Molly pensou enquanto escovava os cabelos casta­nhos que caíam na altura do ombro. "Um quarto de sé­culo!
Como pode ter passado tão rápido?!"
Suspirando, ela colocou os grampos no coque e nem precisou olhar para o que estava fazendo.
Vinha usando aquele tipo de penteado há tanto tempo que até perdera a conta.
Era rápido, prático e, o melhor de tudo, barato, não precisava gastar um único centavo no cabeleireiro para prepará-lo.
Esse dinheiro economizado era de gran­de importância para Molly, pois ela tinha de ajudar a mãe a pagar a hipoteca da casa em que moravam.
Ainda estava pensando em seus problemas financeiros quando finalmente olhou-se no espelho e contemplou o resultado de seus esforços.
Ora, não havia qualquer dú­vida de que ela era o verdadeiro estereótipo da bibliote­cária eficiente.
O penteado era apropriado e discreto, a blusa tinha mangas na altura dos cotovelos e gola alta, para completar a saia pregueada cobria-lhe os joelhos e os óculos de aro dourado davam-lhe um ar intelectual.
Engraçado, se fechasse os olhos podia lembrar de si mesma na manhã de seu aniversário de quinze anos e nada, ou quase nada, tinha mudado desde então.
Continuava morando com a mãe, era tão tímida e co­mum quanto fora quando adolescente e, pior, ainda ama­va Liam Delaney desesperadamente.
Havia momentos em que Molly tinha raiva de si mesma por permitir que tal sentimento continuasse a tomar con­ta de seu coração.
Se fosse esperta, teria esquecido Liam há muito tempo!, ficava repetindo para si mesma.
Era masoquismo amá-lo. Sim, puro masoquismo. Ele jamais retribuiria seus sentimentos. Jamais!

DOWNLOAD








Passion
1-Aunt Lucy's Lover
2-The Millionaire's Mistress
3-Projeto de Sedução