terça-feira, 20 de setembro de 2016

Um Bebê para o Cowboy

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
Série Pacotes de Prazer


Ex-cowboy conhece a mais linda cowgirl!

Jacob nada sabia sobre paternidade, especialmente de uma menininha de dois anos. 
Mas um único e franco sorriso de sua recém-descoberta filha era tudo de que precisava para se tornar no mesmo instante um pai de família. 
Agora, tudo o que tinha a fazer era convencer Alyssa de que era um verdadeiro marido!

Capítulo Um

Jacob Goodacre estreitou os olhos, atento ao panfleto colado à janela da loja de grãos de Summit City: "Venham todos para o rodeio do condado de Summit celebrar com Yip e Dolly Cartwright. Haverá churrasco".
Seu olhar percorreu rápido os dizeres. Sabia como chegar lá. Conhecia a gloriosa carne de cabrito servida desde a manhã até à noite, quando, enfim, um espetacular show de fogos de artifícios acontecia. Também tinha conhecimento de que o convite, estendido a todos os amantes de rodeios com dez dólares para a entrada, não o incluía.
Uma alfinetada pareceu tocar-lhe o coração, torturando-o sem piedade. Durante três anos, mantivera-se afastado de Summit City e das tristes lembranças que aquele lugar evocava. Agora, por ironia do destino, encontrava-se outra vez no palco de seu mais orgulhoso triunfo, e também de maior devastação.
Suspirou como para espantar aqueles sentimentos, enquanto seus olhos se fixavam na foto ao centro da folha amarelada.
— Minhas botas!
Curvou-se um pouco, a fim de examinar mais de perto o par de calçados de couro de cobra preto.
Suas botas. Nenhuma dúvida a respeito. Podia afirmar serem suas pelo entalhe denteado dos saltos. Deixara-as para trás na última vez em que estivera em Summit City.
Coçou o queixo e colocou as mãos nos quadris. O tecido desbotado do jeans que usava aderia aos músculos tensionados das pernas. Aspirou fundo o ar de verão, mantendo fixo o olhar naquele papel.
Aquele só poderia ser o trabalho de uma pessoa, aquela a quem confiaria suas botas favoritas... e seu coração. Ela mantivera ambos consigo.
A imagem de Alyssa surgiu como um raio em sua mente. Apesar dos anos e do sofrimento entre eles, ainda a via do mesmo modo como quando do primeiro encontro. Os cabelos loiros com ligeiros toques avermelhados mantidos seguros por uma grossa tiara, tal e qual uma coroa a lhe encimar a cabeça, caíam fartos por sobre os ombros perfeitos. 
Podia até mesmo ver as suaves sardas salpicadas na pele delicada do rosto, e a sinceridade e adoração a brilhar nos olhos cor de mel.
Quão rápido toda aquela adoração se transformou em rispidez e acusação! Não lhe vira a expressão quando ocorrera a derradeira discussão entre ambos, pois tudo se passara em uma conversa telefônica. Não fora necessário. Ficara claro o profundo desapontamento, a raiva que esperara evitar ao partir como fizera.
Jacob forçou-se a olhar mais uma vez a escarnecedora propaganda. O rosto másculo se contorcia numa espécie de careta de repúdio e numa tentativa de conter a fúria das emoções que se debatiam em seu peito.
Aquela foto era, sem dúvida, o trabalho de uma mulher: Alyssa Cartwright. O logotipo ao centro do papel o confirmava. Companhia Crowder e Cartwright e um endereço local.
Isso significava que ela ainda residia em Summit City, decerto ainda sob o teto e a batuta dos pais, e também estaria no rodeio.
"E lhe prometo, voltarei para você e para casa, Alyssa Goodacre, com o sucesso que uma mulher como você merece, ou não voltarei nunca mais." Suas próprias palavras lhe ecoaram nos ouvidos. Havia se tornado um sucesso, segundo o padrão da maioria dos homens, e enfim, retornara para onde estava Alyssa, mas existia algo de que não podia abrir mão. O tempo que passara sozinho e um truque cruel do destino tinham lhe ensinado que não estava, nem poderia estar, no mesmo patamar da única mulher a quem pedira para usar seu sobrenome. Um homem como ele só poderia deixá-la só e sofrendo.
Não voltara a Summit City para provar algo para Alyssa. Estava ali para provar alguma coisa a si mesmo.
Jacob pensou nas duas competições que ainda teria de enfrentar antes de deixá-las para sempre, apesar de que poderia fazê-lo nesse momento. Dois rodeios, para ganhar ou perder, o encaravam tal e qual o desafio final. Caso não os cumprisse, caso não ganhasse, sentir-se-ia um total fracasso. Falhara como filho, como protetor, como amante e como marido. Não iria falhar em algo que fazia muito bem, e isso significava participar e vencer.
Alyssa, na certa, estaria na tribuna, observando-o.
Como conseguir se concentrar com todos esses sentimentos, que julgara sepultados, se debatendo no peito?
Não conseguiria, não podia.
Tinha, portanto, dez dias para se decidir. Desistir ou impedir que aquela mulher estivesse presente na noite de sua participação. Isso significava que, de um jeito ou de outro, teria de ver a ex-esposa, o que preferiria que acontecesse em seus termos. Mas como?
— Jacob?
O som de seu nome o despertou dos devaneios. Virando rápido a cabeça, encontrou uma jovem a seu lado na calçada. Ela sorriu, inclinando um pouco a cabeça de modo que seus cabelos loiros balançaram-se como finos fios de ouro soltos no ar.
Jacob afastou-se um pouco da ansiosa garota, que o fitava de tão perto que podia ouvir o raspar do tecido da blusa que ela usava contra a manga de sua camisa a cada movimento dos seios ao respirar.
— Lamento, mas não me recordo de tê-la encontrado, moça.
— Oh, você não me conhece, Jacob! 



Série Pacotes de Prazer
1- Um Pedido de Casamento
2- Para Sempre
3- Férias Inesquecíveis
4-Apuros com um Bebê
5- Tudo por um bebê
6- Um Bebê para o Cowboy
7- Um desejo Especial
 8- Melodia de Amor 
13- Mensageiros do Amor
Série Concluída


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?
Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Carla