terça-feira, 6 de setembro de 2016

Mistura Perigosa

ROMANCE CONTEMPORÂNEO



Um homem que consegue o que deseja!

Ele tem dinheiro, poder e uma ligação de sangue. 
Como Grace Chandler pensou que poderia lutar contra Emilio Santana pela guarda do filho de sua meia-irmã? Afinal, o menino é o último herdeiro da família Santana. 
Grace não irá permitir que a criança viaje para outro continente sem a sua companhia. 
Por isso, aceita a proposta de Emilio de trabalhar como babá. 
E não demora muito para que se entreguem à paixão intensa que sentem. Contudo, essa mistura de desejo e desconfiança poderá ser muito perigosa.

Capítulo Um

Urubamba, Peru, 21 de janeiro
Emilio Santana ficou olhando para a pasta sobre a enorme mesa de mogno, a mesa que havia sete gerações servia o chefe da família Santana. Até duas semanas antes, a mesa pertencera ao irmão mais velho dele. Agora, era sua.
Ele ainda não superara a morte de Arturo em um acidente automobilístico. Contudo, o império de negócios dos Santana não respeitava o luto. Alçado ao assento do novo chefe, Emilio precisou aprender um mundo de coisas e não teve muito tempo para isso. Jamais quisera tal responsabilidade, mas, agora, era dele, para toda a vida.
Arturo sempre fora o que cuidava de tudo. Enquanto Emilio viajava pelo mundo, festejando com estrelas do rock e namorando mulheres deslumbrantes, Arturo administrara as propriedades da família em Urubamba, os escritórios coorporativos em Lima e o portfólio de investimentos globais que faziam parte da fortuna dos Santana. Competente, Arturo sempre estivera presente para livrar o irmão caçula de encrencas. Agora que ele se fora, Emilio estava começando a se dar conta da realidade de sua perda.
Desde o enterro que Emilio passara muito de seu tempo examinando arquivos no escritório na casa de Arturo. Recibos, contratos, correspondência. Era um bocado para absorver, mas não encontrou nada fora do comum.
Até agora.
A pasta de papel manilha, assinalada “Pessoal”, estava enfiada no fundo do gaveteiro. Em seu interior, Emilio encontrou um envelope registrado endereçado a Arturo e enviado de Tucson, Arizona, dez meses antes. Dentro dele, havia uma carta dobrada, impressa em papel branco e assinada por uma forte mão feminina.
10 de março.
Caro Sr. Santana:
Entristece-me informá-lo de que minha meia-irmã, Cassidy Miller, faleceu em primeiro de março deste ano, devido a um tumor no cérebro...Cassidy morta? Como era possível?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?
Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Carla