domingo, 8 de maio de 2016

Razões do Coração

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
Série Noivas Virgens



Peter fechou os olhos e viu-se carregando Ellen até o leito nupcial. 


Repentinamente a palavra "virgem" veio-lhe à mente. Por um momento, permitiu-se pensar que seria o primeiro homem na vida de Ellen. Então um arrepio o trouxe de volta à realidade. Queria ter essa responsabilidade? Ellen estava à espera do príncipe encantado havia muito tempo, e ele com certeza não era o homem ideal para iniciá-la na vida amorosa. 
Peter não poderia se aproveitar de um momento de fraqueza...

Capítulo Um

— Que idiota eu fui — Ellen Reese murmurou.
Qualquer decisão tomada às duas horas da manhã deveria ser revista à luz do sol. Na verdade, ela tivera o dia todo para fazer isso, mas estava tão magoada que evitara pensar sobre o assunto. Portanto, se agora se encontrava em apuros, não havia ninguém, a não ser ela mesma, para culpar.
Ao deixar Boston naquela manhã, o céu estava claro e limpo. No meio do caminho até New Hampshire, no entanto, alguns flocos de neve já molhavam o para-brisa do seu carro, mas nem isso a deteve. Nem sequer o mau tempo foi capaz de dobrar sua obstinação. Assim, continuou dirigindo para cruzar a fronteira do Canadá, sempre em direção ao norte, para as montanhas.
Pensava nos motivos que a impeliram para essa jornada quando sua atenção se desviou para o deslumbrante cenário ao redor. Quanto mais se aproximava do outro lado da fronteira, mais bela e selvagem era a vista. Porém, tudo passava por ela meio despercebido.
Pinheiros, carvalhos, plátanos, prados e montanhas, tudo estava sob um enorme cobertor branco. Agreste e exuberante, a natureza ali parecia intocada. Aos poucos, sua atenção foi sendo tomada por tudo aquilo.
Só mesmo algo tão deslumbrante conseguiria fazê-la parar de reviver a cena da véspera.
A neve caía em flocos leves, porém contínuos, havia horas, amontoando-se no chão e na estrada, que exibia uma grossa camada gelada. Tão espessa que Ellen começou a pensar a respeito.
Bobagem se preocupar. Afinal, aquilo era o que atraía turistas para lá. Raciocinando dessa maneira, não se deixou intimidar pelo clima, pois, em último caso, sempre haveria a possibilidade de parar num motel de estrada e esperar pelo sol.
Convencida disso, Ellen não se abalou com o aumento da nevasca que caía cada vez mais pesada e criava montes cada vez mais altos ao longo do caminho. Ela até chegou a considerar parar quando passou a última cidadezinha, mas a fronteira estava próxima, e, entre a obsessão e o bom senso, ganhou a primeira.
Minutos depois, rajadas de vento e neve castigavam o carro com fúria. Os últimos raios do astro-rei se perderam entre a tormenta, e o anoitecer pegou-a de surpresa quando esperava no acostamento.
Voltar era uma opção, mas, segundo o mapa, não estava distante da próxima cidade e, de mais a mais, dar meia-volta quase sem visibilidade era por demais arriscado.
Só então Ellen caiu em si e começou a se dar conta da extensão dos problemas em que se metera por causa de seu comportamento impulsivo.
Com dificuldade, voltou para a pista, mas, a cada metro, ficava mais difícil dirigir. Nem sinal de que houvesse alguém por ali. Aliás, desde o último povoado que Ellen não se lembrava de ter cruzado com algum outro veículo.
Decerto fora a única que não pensara em procurar abrigo naquele tempo horrível. Mais uma vez, recriminou-se por tanta imprudência. Como pudera ser tão tola?!


Série Noivas Virgens
1- Tudo Por Um Beijo
2- Razões do Coração
3- Um Amor Para Sempre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?
Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Carla