domingo, 9 de janeiro de 2011

Dueto Avassaladores Biliónários

1- Esperança
ROMANCE CONTEMPORÂNEO

Alice passou seis meses apaixonantes como amante de Domenico.

Mas ela sabia que ele jamais retribuiria seu amor... e que logo a dispensaria. Assim, ela o deixou.
Agora, ele a quer de volta em sua cama, e suas condições são as mesmas de antes... até ele fazer uma descoberta que muda tudo: Alice está esperando um filho seu.

Capítulo Um

Alice Howard sabia exatamente quem estava à porta assim que escutou o primeiro toque da campainha.
Sabia de quem se tratava; sabia quem estava lá. Tinha cons­ciência também de que era a última pessoa na Terra que queria ver... Muito embora fosse, ao mesmo tempo, a pessoa que mais desejava encontrar no mundo.
A mera idéia de abrir a porta para ele fazia suas pernas tremerem a ponto de não poder ficar de pé ou ir à janela para espiar se estava certa a respeito da identidade do visitante inesperado.
No entanto, não havia necessidade. Em sua men­te e, principalmente, em seu coração, onde mais importava, sabia.
O momento conferia: apenas três dias após o envio da carta em que lhe informava haver algo importante que precisavam discutir... Deslizou a mão em concha, cuidadosamente, sobre o ponto onde o bebê, filho daquele homem, como descobrira dias antes, começava a se desenvolver.
Algo muito, muito importan­te, dissera Alice, e certamente era assim.
A circunstância também conferia.
Chegada totalmente re­pentina. Nenhum aviso.
Sequer o ruído de um carro vindo pela pequena viela e estacionando diante do portão a havia alertado para o fato de que ele estava ali.
Até mesmo o som conferia.
O soar áspero, agudo e insistente da campainha, ecoando pela quietude da tarde e pelo silêncio da casa, era como uma ordem despótica, tirânica. Fria, orgulhosa e altiva como o próprio Domenico.
Domenico. Pronto. Agora permitira que seu nome lhe entras­se nos pensamentos. Havia finalmente admitido quem imagina­va ser seu visitante indesejado.
O homem cuja chegada à porta lhe inspirava tanto terror.
Ou seria tanta... expectativa?
Não era capaz de responder, e sacudiu a cabeça, lentamente, fazendo voar os longos cabelos escuros ao redor do rosto pálido e oblongo.
Dentes brancos e afiados pressionavam seu carnudo lábio inferior, e seus olhos azuis estavam obscurecidos pelas profundas sombras das noites sem sono, acentuadas por aquele pequeno segredo.
— Domenico.
O nome dele escapou dos lábios de Alice enquanto se senta­va na pequena cama de solteiro, no diminuto quarto com deco­ração já desgastada pelo tempo.
As mãos estavam firmemente apertadas no colo enquanto lutava contra o impulso ardente de atravessar correndo o tapete verde-claro e olhar pela janela.
Protegida atrás das desbotadas cortinas de veludo, é claro.









Dueto Avassaladores Bilionários
1- Esperança
2- Inocencia

2 comentários:

  1. oi
    os livros são ótimos....
    abraço.

    ResponderExcluir
  2. o cabra é um ogro total o livro todo sempre insistindo q nunca vai casar com ela e depois diz q sempre pensou em pedir ela em casamento afff

    ResponderExcluir

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?
Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Carla