quinta-feira, 24 de junho de 2010

Uma Sereia em Minha Vida

ROMANCE CONTEMPORÂNEO














Clara McBride está iniciando uma nova vida: um novo
trabalho, em uma nova cidade, Seattle.

Para Clara, a chance de redecorar um grande hotel em Seattle é uma chance que não pode ser perdida, afinal, ela está iniciando uma nova vida em uma cidade completamente diferente da que viveu até então.
Para sentir o clima do lugar, ela se hospeda no hotel por uma semana.
E isso lhe dá a oportunidade de, sem saber, conviver com o detetive particular contratado por seu ex-noivo para espioná-la!
Tyler Reeves pode ter nascido em berço de ouro, mas é a ovelha negra da família. Para viver, trabalha como detetive, em vez de unir-se ao pai e aos irmãos no controle das empresas dos Reeves.
Surge a oportunidade de Tyler aceitar um caso que normalmente ele não aceitaria: espionar a noiva de um cliente. Seria fácil demais... Até Tyler conhecer Clara e cair de amores pela sereia sensual.
Tudo indicava que aquela missão secreta tomaria um novo rumo...

Capítulo Um

Ele ainda está lá fora? Clara McBride observou Candice Hammond, sua sócia no Canna Interiores, passar perto da fonte no saguão de entrada do hospital antes de responder:
— Um camarada baixo, calvo, e usando um daqueles ternos de poliéster feiosos?
O local estava fechado para reforma e, àquela hora, encontrava-se quase vazio, já que a maioria dos operários encerrara o expediente.
— Esse mesmo. — Clara guardou a caneta dentro da bolsa. — De onde será que Brandon o tirou?
A sócia de Clara arqueou as perfeitas sobrancelhas. Sorriu, revelando as adoráveis covinhas em ambas as faces.
— Decerto dos classificados do jornal.
Clara afastou da testa uma mecha de seus cabelos castanho-acobreados.
— Será que algum dia aquele homem me deixará em paz? Não acredito que continue insistindo.
— Clara rompera o noi¬vado com Brandon Rice fazia quatro meses. Mudara-se de Boston para Seattle justamente para afastar-se do ex-noivo.
— Pelo jeito, tão cedo ele não desistirá de persegui-la. Que energia tem esse rapaz! — Candice sentou-se no banco diante da fonte e cruzou as pernas.
— Não na cama — zombou Clara, surpreendendo-se com a própria franqueza.
Os olhos de Candice brilharam, cheios de malícia.
— Desta vez você parece determinada a afastá-lo.
— Está dizendo isso porque deixei de acreditar que a terra gira em torno de Brandon?
Clara se aproximou sentou-se no outro extremo do banco, largando a bolsa ao lado.
Era embaraçoso admitir que se deixara iludir com tanta facilidade por Brandon Rice, e por tanto tempo. Era crédula e ingênua. Inteligente, porém, uma tola no trato com o ex-noivo.
— Por que só agora você admite que Brandon era um fracasso na cama? — Candice quis saber, olhando para a água que corria.
Clara deu de ombros.
— Porque antes era difícil dizer. — Descalçou os sapatos e exercitou os dedos.
Corria uma leve brisa, mas o sol forte de meados de junho aquecia o ar.
— Eu tinha apenas vinte e dois anos quando nos conhecemos, Candice.
Agora estava com vinte e seis e, graças à amiga, vida lhe dava uma segunda chance, que não incluía tornar-se a sra. Brandon Rice, esposa fiel e bem-comportada. Ou seria mais adequado cãozinho de estimação fiel e bem-comportado?
— Não é preciso ter uma vasta experiência para saber que três minutos é patético. — Candice inclinou a cabeça, contemplando a recém-terminada fonte. — Acha que uma baleia seria um exagero?
— Creio que seria perfeito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiiiiii...Não vai sair sem deixar um comentário vai?
Aqui é seu canal compartilhando a leitura...Conte para nós o que achou do último livro que leu ou lendo, livros que está afins de ler, comente o que desejar sobre o blog, os livros, só não vale detonar revisões e sim agradeçam as revisoras que fazem com carinho a leitura chegar à vocês!
bjs, Jenna e Seriam.